• Relações tóxicas? Sim, pode ser a sua

    Relações tóxicas? Sim, pode ser a sua

    Sabemos que o alcool é tóxico, o fumo também e como algumas relações amorosas acabamos não largando delas e nos prejudicando com o passar do tempo.

    Uma relação pode ser extremamente negativa e am alguns casosaté tóxica. Algumas pesquisas mostram, inclusive, que os efeitos dessas relações podem ser especialmente preocupantes para as crianças. Segundo um estudo da Universidade Estadual do Arizon, alguns relacionamentos podem ser coercivos, com discussões cheias de raiva e a manipulação começa a aumentar de forma crescente, o que se torna uma situação difícil de resolver.

    Este tipo de relação coerciva acaba por ter efeitos tóxicos tanto na relação como no bem-estar de ambos os membros do casal. Tudo isto gera, insatisfação generalizada e instabilidade na relação, devido à violência praticada.

    De fato, não só o casal mas, ser filho de uma relação com estas características é também um risco. Ainda de acordo com o mesmo estudo, pais com uma “relação disruptiva podem fazer prever comportamentos antissociais [dos filhos] durante a adolescência, que se podem traduzir em coerção quando adultos, numa relação“.

    Isto acontece dado que as crianças desenvolvem as suas ideias sobre o que é uma relação amorosa e, se durante esse período transacional viverem num ambiente disfuncional, podem assumir que esse é o modelo normal. Neste sentido, a escolha da palavra ‘tóxico’ faz ainda mais sentido, dado que a noção de que existem este tipo de relações e a consciencialização para o o problema não são realidades muito longínquas.

    Mesmo que tenha crescido num ambiente familiar onde a relação dos seus pais não era a melhor, o importante é tomar consciência de que isso vai influenciá-la. Opte por conversar sempre com o seu parceiro e, se necessário, recorram à ajuda de um terapeuta ou de um psicólogo. Esta toxicidade pode influenciar, e em grande medida, o seu bem-estar geral no dia-a-dia, mesmo que não tenha noção de que é esse o problema.

    arrow